• Sindeprestem patrocina 37º FÓRUM GERH
  • BRASIL RETOMA POTENCIAL DE INVESTIMENTO COM NOVAS LEIS TRABALHISTAS
  • LANÇAMENTO DO LIVRO “TERCEIRIZAÇÃO, UMA ABORDAGEM ESTRATÉGICA” REÚNE CONVIDADOS EM NOITE DE AUTÓGRAFOS
  • SETOR DE SERVIÇOS ALERTA CASA CIVIL E MINISTÉRIO DO TRABALHO  PARA INTERFERÊNCIAS NA REFORMA TRABALHISTA
  • HIGIEXPO 2017
  • Download Cartilha sobre Lei 13.429/2017
  • Banner Homenagem Relator
  • FENASERHTT diz ser contra MP da Reforma Trabalhista em Audiência com Ministro Ronaldo Nogueira
  • LEI13467
  • comunicado_vander
  • Palestra Explicativa sobre a Medida Provisória nº 783/2017
  • fórum cebrasse
  • Vander Morales representa Brasil em palestra no Uruguai
  • Wec50anos
  • DECISÃO FAVORÁVEL : FENASERHTT CONSEGUE EXCLUSÃO DO ISS DA BASE DE CÁLCULO DE PIS/COFINS
  • 2910x450 Banner Bombeiro Civil Cartilha Sindeprestem
  • Pl 4302 1998 Agora E Lei 13429 2017
  • Sindeprestem Institucional
  • Benefício Social Familiar
  • 26anos Novo

14/05/2017 | Cenário melhor incentiva lojas a renegociar, dizem shoppings - Folha de S.Paulo

Coluna Mercado Abert

Os pedidos de lojistas de shoppings para redução do aluguel, comuns em momentos de crise, aumentaram com a possível retomada das vendas no segundo semestre, aponta a Abrasce (que representa as administradoras).

"As lojas já perceberam que quando o ambiente econômico melhorar será mais difícil negociar, então estão antecipando propostas por descontos", diz Glauco Humai, presidente da entidade.

"O que muda é que os pedidos antes eram mais incisivos, alguns diziam que teriam de deixar o shopping. Hoje já há uma melhora no humor, as renegociações se tornaram mais amistosas, buscam um meio termo."

O Iguatemi teve um pico na demanda por cortes no aluguel em 2015, sobretudo nos empreendimentos mais recentes. Desde então, houve estabilização, afirma a vice-presidente de relações com investidores, Cristina Betts.

"Tivemos uma surpresa boa com as vendas de março e abril, que ficaram acima da nossa expectativa. Se continuarmos nesse ritmo, em algum momento do segundo semestre já há chance de redução do nível de descontos."

Associações de lojistas discordam da alta e afirmam que ainda não há perspectivas clarsa que justifiquem maior dureza nas renegociações.

"O pessimismo já não é tão grande, mas não há modificação do cenário atual em função da economia", diz Luís Augusto Ildefonso, da Alshop (que representa os lojistas).

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02