• FENASERHTT E SINDEPRESTEM comemoram mudança na cobrança de PIS e COFINS no Trabalho Temporário
  • Contratação de empresa de Trabalho Temporário gera crédito de PIS E COFINS - Posicionamento Receita Federal
  • REFORMA TRABALHISTA – LEI N. 13.467/17 - Com a Reforma Trabalhista em vigor, atenção para estas orientações
  • Jornal Fenaserhtt
  • Sindeprestem patrocina 37º FÓRUM GERH
  • BRASIL RETOMA POTENCIAL DE INVESTIMENTO COM NOVAS LEIS TRABALHISTAS
  • SETOR DE SERVIÇOS ALERTA CASA CIVIL E MINISTÉRIO DO TRABALHO  PARA INTERFERÊNCIAS NA REFORMA TRABALHISTA
  • FENASERHTT diz ser contra MP da Reforma Trabalhista em Audiência com Ministro Ronaldo Nogueira
  • comunicado_vander
  • fórum cebrasse
  • Wec50anos
  • DECISÃO FAVORÁVEL : FENASERHTT CONSEGUE EXCLUSÃO DO ISS DA BASE DE CÁLCULO DE PIS/COFINS
  • 2910x450 Banner Bombeiro Civil Cartilha Sindeprestem
  • Sindeprestem Institucional
  • Benefício Social Familiar
  • 26anos Novo

12/09/2017 | Receita quer reaver R$ 22,7 bilhões de 500 mil empresas do Simples - Folha de S.Paulo

A Receita Federal informou nesta segunda-feira (11) que notificará 556 mil microempresas e empresas de pequeno porte optantes do Simples Nacional em relação a débitos previdenciários e não previdenciários com o fisco e com a PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional).

 

As empresas que não regularizarem sua situação serão excluídas do programa a partir de janeiro de 2018.

 

Os devedores que serão notificados respondem por dívidas que somam R$ 22,7 bilhões, de acordo com o fisco.

 

Segundo o órgão, os atos declaratórios com as notificações serão disponibilizados nesta terça-feira (12) no Domicílio Tributário Eletrônico do Simples Nacional (DTE-SN) –o prazo máximo para realizar essa consulta é 45 dias a partir de hoje.

 

A partir da data em que o contribuinte tomar ciência do ato declaratório executivo (ADE), terá 30 dias para regularizar sua situação.

 

A comunicação pode ser acessada pelo portal do Simples Nacional na internet ou pelo Atendimento Virtual e-CAC, no site da Receita Federal, mediante certificado digital ou código de acesso.

 

"A pessoa jurídica que regularizar a totalidade dos débitos dentro desse prazo terá a sua exclusão do Simples Nacional automaticamente tornada sem efeito, ou seja, a pessoa jurídica continuará no Simples Nacional, não havendo necessidade de comparecer às unidades da Receita para adotar qualquer procedimento adicional", diz o fisco.

 

A regularização poderá ser feita à vista, em parcelas ou por compensação.

 

O Simples é um programa criado em 2006 e é voltado somente para micro e pequenas empresas.

 

O regime tributário permite o recolhimento dessas empresas de todos os tributos federais, estaduais e municipais em uma única guia, o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS).

 

A alíquota varia de acordo com a receita bruta anual, cujo limite máximo é de R$ 3,6 milhões até este ano.

 

Com a aprovação de uma nova lei, aprovada e sancionada no ano passado, esse teto passará a ser de R$ 4,8 milhões em 2018, no caso das pequenas empresas.

 

O teto de faturamento para as microempresas também aumentou e passará de R$ 360 mil por ano para R$ 900 mil. 

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02