• LANÇAMENTO DO LIVRO “TERCEIRIZAÇÃO, UMA ABORDAGEM ESTRATÉGICA” REÚNE CONVIDADOS EM NOITE DE AUTÓGRAFOS
  • SETOR DE SERVIÇOS ALERTA CASA CIVIL E MINISTÉRIO DO TRABALHO  PARA INTERFERÊNCIAS NA REFORMA TRABALHISTA
  • HIGIEXPO 2017
  • Download Cartilha sobre Lei 13.429/2017
  • Banner Homenagem Relator
  • FENASERHTT diz ser contra MP da Reforma Trabalhista em Audiência com Ministro Ronaldo Nogueira
  • Site Fenaserhtt de cara nova
  • LEI13467
  • comunicado_vander
  • Palestra Explicativa sobre a Medida Provisória nº 783/2017
  • fórum cebrasse
  • Vander Morales representa Brasil em palestra no Uruguai
  • Wec50anos
  • DECISÃO FAVORÁVEL : FENASERHTT CONSEGUE EXCLUSÃO DO ISS DA BASE DE CÁLCULO DE PIS/COFINS
  • 2910x450 Banner Bombeiro Civil Cartilha Sindeprestem
  • Pl 4302 1998 Agora E Lei 13429 2017
  • Sindeprestem Institucional
  • Benefício Social Familiar
  • Conferência Internacional do Setor de Serviços Brasil-Portugal
  • 26anos Novo

25/08/2017 | Privatizações diminuem possibilidade de aumento de impostos, diz Meirelles – O Estado de S.Paulo

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, fez um discurso em defesa das privatizações ao chegar a um evento na capital paulista, na noite desta quinta-feira, 24. Segundo ele, a transferência de estatais ao setor privado ajudará a fechar as contas dentro da meta fiscal e diminuem muito, podendo até eliminar, o risco de o governo ter que voltar a subir impostos.

 

Segundo Meirelles, a experiência brasileira com privatizações em setores como aeroportos e telecomunicações mostra que os ganhos superam os custos. O ministro ainda declarou que, nas mãos da iniciativa privada, a população deve ganhar com a melhora de serviços prestados hoje pelo Estado.

 

 

"O programa de privatização vai permitir uma arrecadação importante, prevista de R$ 40 bilhões entre este ano e o ano que vem, dinheiro que vai aos cofres da União", disse Meirelles em entrevista a jornalistas antes de participar de cerimônia organizada pelo jornal Valor Econômico.

 

Eletrobrás.  Ao fazer uma defesa do plano de privatização da estatal, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta quinta-feira que a Eletrobrás tem um histórico de alto custo ao Tesouro e descartou a possibilidade de aumento da conta de energia com a venda da companhia.

 

Segundo Meirelles, a tendência é que a gestão da empresa melhore sob controle privado, reduzindo seus custos, o que poderá ser transferido às tarifas. "Gestão tem sido feita com profissionalismo. Importante é que a tarifa seja a menor possível e a gestão, a melhor possível.”

Ao chegar a evento em São Paulo, Meirelles classificou o programa de privatizações do governo Temer como "bastante moderno" e descartou que o calendário eleitoral do ano que vem possa ser um obstáculo para a realização dos leilões no ano que vem. "O cronograma deve ser cumprido. A privatização é hoje uma agenda nacional." "Privatizando o que dá lucro, você arrecada muito mais."

 

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02